Por Renata Leal

Muita gente por aí compara a vida financeira a uma árvore. Gosto dessa comparação e compartilho os princípios com vocês. Uma árvore tem suas raízes, por onde se alimenta dos insumos para crescer, florescer, gerar sementes. A vida da árvore tem ciclos razoavelmente bem marcados, mas que podem ser influenciados pelo clima (fatores externos).

Vamos começar pelas raízes. Uma árvore precisa de raízes sólidas e bem cuidadas para crescer com força e vigor. No paralelo com o dinheiro, imagine que as raízes são as suas entradas de dinheiro – e aqui já temos um ponto importante. Assim como a árvore precisa de várias raízes para se sustentar bem, se temos mais de uma fonte de renda nossa vida financeira se mantém mais saudável. Concentrar todas as entradas em uma única fonte nos torna mais vulneráveis a intempéries. Uma demissão, por exemplo, corta imediatamente a entrada de dinheiro e a fonte de alimentação dessa árvore que é a vida financeira. Portanto, a primeira lição é ter mais de uma fonte de receitas. Como você pode ganhar dinheiro além do seu salário?

Ainda nas raízes, mas já pensando na árvore como um todo, é preciso cuidar do solo, regar e adubar para que a árvore possa crescer bem. O mesmo vale para a nossa vida financeira. Quando estudamos, fazemos um bom networking, desenvolvemos novas habilidades estamos cuidando desse solo da nossa árvore do dinheiro e cuidamos também para que o caule dessa árvore seja firme para sustentar os galhos e para que novas raízes cresçam.

Os galhos sustentam as folhas, as flores, os frutos, as sementes. Aqui no nosso paralelo com a vida financeira, os galhos são suas saídas de dinheiro, seus gastos. São ramificados como as raízes – e como seus grupos de despesas. Imagine as despesas fixas como um galho mais grosso e os gastos que vão surgindo como os mais finos.

Para que a árvore cresça e se mantenha sempre bem, é preciso podar os galhos todos os anos. O mesmo vale para os seus gastos. É preciso avaliar com frequência o que você gasta e cortar o que não for necessário ou economizar no que for possível. Uma boa pesquisa de preço ajuda a cortar aos poucos, reduzindo desperdícios. Com os cuidados certos, sua árvore financeira vai crescer sempre. E seus investimentos permitirão que mais raízes cresçam naturalmente, aumentando suas entradas de recursos.

Leia mais:

Mulheres e jovens preferem o Tesouro Direto à Bolsa de Valores

Não sei por onde começar a guardar dinheiro

“Investir não é para mim. Investir é para os ricos”

Como começar a investir

Como organizar seu orçamento: a regra do 50-30-20

Quanto custam os seus sonhos?

Educação financeira começa na infância – para meninas e meninos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *